Para pagar seu emolumento de processo de Transcrição de casamento ou de obtenção de nacionalidade através de Vale Postal, clique neste link, para saber o valor correto a ser pago (valores atualizados diariamente)

Preciso transcrever o casamento dos meus pais ou avós?

LuisMarianoLuisMariano Member 695 PontosPosts: 468

Veja no quadro informativo abaixo se há a necessidade da transcrição do casamento de seus pais e ou avós para lhe conferir a filiação e por conseguinte o direito à nacionalidade.
Sempre baseando-se em informações da sua certidão de inteiro teor por cópia reprografica e não na certidão de nascimento de breve relato, que é a mais comum, mas não traz todas as informações que constam no primeiro tipo de certidão citado.
Os cartórios fornecem vários tipos de certidões, mas precisamos especificar o tipo desejado ao solicitá-las, lembrem-se.☝️

Andrea

Comentários

  • LuisMarianoLuisMariano Member 695 PontosPosts: 468
    editado agosto 2019

    image
    ...

    Andrea
  • LuisMarianoLuisMariano Member 695 PontosPosts: 468
    editado janeiro 2019

    Por favor, perguntas e dúvidas sobre esse assunto deverão ser dirigidas ao tópico principal relacionado, onde já há comentários e discussões sobre vários casos relatados, acesse o tópico principal no link abaixo:
    http://portalcidadaniaportuguesa.com/forum2018/discussion/96/quadros-informativos-estado-civil-dos-pais-declarante-do-nascimento-e-descendencia-portuguesa/p1

    CEGV
  • AiresAires Member 2 PontosPosts: 1

    Pai português, casado com mãe brasileira, foi o declarante do nascimento de filha antes de um ano de idade. Isto consta da certidão de nascimento da filha. Será necessário transcrever o casamento e o óbito do cidadão português antes de se dar início ao processo de Atribuição de Nacionalidade Portuguesa da filha?

  • CEGVCEGV Moderator 4517 PontosPosts: 3,861

    @Aires disse:
    Pai português, casado com mãe brasileira, foi o declarante do nascimento de filha antes de um ano de idade. Isto consta da certidão de nascimento da filha. Será necessário transcrever o casamento e o óbito do cidadão português antes de se dar início ao processo de Atribuição de Nacionalidade Portuguesa da filha?

    Depende de onde a filha submeter o requerimento. Se enviar o requerimento e documentos de nacionalidade para o ACP, no Porto, não precisará transcrever o casamento. Óbito é sempre dispensável, a não ser que haja alguma questão legal ou de herança envolvida.

    LuisMariano
  • BBCBBC Member 47 PontosPosts: 6

    O que fazer quando o pai e mãe são portugueses e casaram no Brasil. No entanto não se encontra a certidão de casamento deles, nem a certidão de batismo da mãe portuguesa.

    é possível fazer o pedido, provando somente a descendência através do pai? Ou seja, o pai foi o declarante. Mas falta a transcrição do casamento e o documento da mãe portuguesa.

    Obrigada

  • CEGVCEGV Moderator 4517 PontosPosts: 3,861

    @BBC disse:
    O que fazer quando o pai e mãe são portugueses e casaram no Brasil. No entanto não se encontra a certidão de casamento deles, nem a certidão de batismo da mãe portuguesa.

    é possível fazer o pedido, provando somente a descendência através do pai? Ou seja, o pai foi o declarante. Mas falta a transcrição do casamento e o documento da mãe portuguesa.

    Obrigada

    1 - pai e mãe são portugueses
    2 - casaram no Brasil
    3 - não se encontra a certidão de casamento deles
    4 - a certidão de batismo da mãe portuguesa

    Rapaz, é muita coisa faltando. O que sugiro é continuar procurando a certidão de casamento e a certidão de batismo faltante.

    Em geral você não conseguirá se desvencilhar destas obrigações, a não ser através da contratação de serviços legais que poderão ou não, com razoável esforço, viabilizar a atribuição desejada. Se quiser me procure privativamente e conversamos. Já enfrentei casos semelhantes.

    Abraços,

    Enviar mensagem privativa para CEGV

  • BBCBBC Member 47 PontosPosts: 6

    Ok. Obrigada,vou enviar mensagem privada.

    CEGV
Entre ou Registre-se para fazer um comentário.