Incentivamos a leitura do seguinte artigo, com link disponível aqui
Nossos colegas do Portupedia atualizaram a página de cálculo dos Valores de Vales Postais
clique aqui para visitá-la

Modelos de Letras Manuscritas em Documentos antigos

CEGVCEGV 4041 PontosModerator Posts: 3,209

Segue abaixo imagem ilustrativa da forma com que algumas letras são manuscritas em Documentos antigos, ao longo dos últimos séculos.

image
anareisMMacAndreaMeiEpidauraMoreira

Comentários

  • MeiMei 392 PontosMember Posts: 283

    Muito interessante, principalmente o alfabeto do séc 16.
    Mesmo sem essa ajuda consegui ler os assentos de nascimento de minha avó e avô. Yay 😂😁

    CEGV
  • EpidauraMoreiraEpidauraMoreira 1590 PontosMember Posts: 436
    editado outubro 14

    Expressões muito presentes em documentos antigos.

    Elas aparecem com freqüência em assentos paroquiais e, quando encontradas pela primeira vez, levam o leitor a duvidar do que esteja lendo e de sua própria compreensao do documento, tipo Que coisa estranha... será que é isto mesmo que estou lendo aqui?

    era ut supra ou ut era supra (Latim: Como na data acima mencionada). Geralmente aparece na ultima linha, antes da assinatura do pároco, para que ele nao tenha de repetir a data que ja havia mencionado anteriormente (a do batismo).

    puz os santos oleos: Uma forma religiosa de dizer que molhou a testa do neném com água benta.

    tocou a/com prenda de Nossa Senhora fulano/fulana: Fulano/fulana atuou como padrinho/madrinha, tocando o neném com algum símbolo de fé ali apresentado pelo pároco.


    E a grafia? Ah, sim... a graphia...

    Abaixo a título de exemplo o que poderemos encontrar no dia-a-dia genealógico:

    Aos vinte, e seis de setembro, de mil oito centos, e sessenta
    e seis: nesta Igreja e Matriz de Nossa Senhora da Conceição
    de XXXXX, Concelho de XXXXX, do Patriarchado Baptizei
    solemnimente um individuo do sexo masculino, a quem
    pus o nome – XXXXX– que nasceo ao meio-dia de quatro
    de julho de mil oito centos, e sessenta e seis; filho legitimo
    de XXXXX, proprietario, e YYYYY
    de XXXXX: neto paterno de XXXXX, e YYYYY,
    de XXXXX; materno XXXXX, e YY-
    YYY, d’XXXXX, Concelho de XXXXX. Padrinho
    XXXXX, solteiro, trabalhador, freguezia de XXXXX, Concelho
    d’XXXXX : toca com prenda de Nossa Senhora XXXXX,
    casado, trabalhador, de XXXXX: para constar lavro, que
    depois de lido, conferido com os padrinhos o assigno era ut supra
    abaixo. XXXXX José Teixeira XXXX (assinatura).

    CEGV
Entre ou Registre-se para fazer um comentário.