PROMULGADA PEC 131/2023 que mantém cidadania brasileira de quem obtém outra nacionalidade
Para pagar seu emolumento de processo de Transcrição de casamento ou de obtenção de nacionalidade através de Vale Postal, clique neste link, para saber o valor correto a ser pago (valores atualizados diariamente)

Modelos de Letras Manuscritas em Documentos antigos

CEGVCEGV Moderator 4984 PontosPosts: 5,075

Segue abaixo imagem ilustrativa da forma com que algumas letras são manuscritas em Documentos antigos, ao longo dos últimos séculos.

image
anareisMMacAndreaMeiEpidauraMoreira

Comentários

  • MeiMei Member 484 PontosPosts: 297

    Muito interessante, principalmente o alfabeto do séc 16.
    Mesmo sem essa ajuda consegui ler os assentos de nascimento de minha avó e avô. Yay 😂😁

    CEGV
  • EpidauraMoreiraEpidauraMoreira Member 1644 PontosPosts: 444
    editado outubro 2019

    Expressões muito presentes em documentos antigos.

    Elas aparecem com freqüência em assentos paroquiais e, quando encontradas pela primeira vez, levam o leitor a duvidar do que esteja lendo e de sua própria compreensao do documento, tipo Que coisa estranha... será que é isto mesmo que estou lendo aqui?

    era ut supra ou ut era supra (Latim: Como na data acima mencionada). Geralmente aparece na ultima linha, antes da assinatura do pároco, para que ele nao tenha de repetir a data que ja havia mencionado anteriormente (a do batismo).

    puz os santos oleos a: Uma forma religiosa de dizer que molhou a testa do neném com água benta.

    tocou a/com prenda de Nossa Senhora fulano/fulana: Fulano/fulana atuou como padrinho/madrinha, tocando o neném com algum símbolo de fé ali apresentado pelo pároco.


    E a grafia? Ah, sim... a graphia...

    Abaixo a título de exemplo o que poderemos encontrar no dia-a-dia genealógico:

    Aos vinte, e seis de setembro, de mil oito centos, e sessenta
    e seis: nesta Igreja e Matriz de Nossa Senhora da Conceição
    de XXXXX, Concelho de XXXXX, do Patriarchado Baptizei
    solemnimente um individuo do sexo masculino, a quem
    pus o nome – XXXXX– que nasceo ao meio-dia de quatro
    de julho de mil oito centos, e sessenta e seis; filho legitimo
    de XXXXX, proprietario, e YYYYY
    de XXXXX: neto paterno de XXXXX, e YYYYY,
    de XXXXX; materno XXXXX, e YY-
    YYY, d’XXXXX, Concelho de XXXXX. Padrinho
    XXXXX, solteiro, trabalhador, freguezia de XXXXX, Concelho
    d’XXXXX : toca com prenda de Nossa Senhora XXXXX,
    casado, trabalhador, de XXXXX: para constar lavro, que
    depois de lido, conferido com os padrinhos o assigno era ut supra
    abaixo. XXXXX José Teixeira XXXX (assinatura).

    CEGV
Entre ou Registre-se para fazer um comentário.