PROMULGADA PEC 131/2023 que mantém cidadania brasileira de quem obtém outra nacionalidade
Para pagar seu emolumento de processo de Transcrição de casamento ou de obtenção de nacionalidade através de Vale Postal, clique neste link, para saber o valor correto a ser pago (valores atualizados diariamente)

Transcrição de casamento em PONTA DELGADA

191011121315»

Comentários

  • CEGVCEGV Moderator 4988 PontosPosts: 5,091

    @sergio_loureiro disse:
    Bom dia a todos.
    Tenho a cidadania portuguesa por atribuição, embora nascido e residente no Brasil. Sou legalmente casado há 30 anos, minha esposa é brasileira. Temos dois filhos comuns (eu e ela temos apenas esse casamento, nenhum outro). Nossos filhos já têm as nacionalidade portuguesa também, averbada no CRC do Porto (em 2018). Tenho as certidões simples deles que estão averbadas no Porto. Minha esposa tem curso superior.
    Desejo nacionalizar (acho que será por aquisição, né ??) minha esposa, porém ainda não transcrevi o casamento em Portugal.

    Primeiro devem transcrever o casamento. Depois de transcrito sua esposa poderá requerer a nacionalidade pelo Artigo.3 da LN.

    Dúvidas:
    1- Posso (no caso, ela que irá pedir, né ??

    Quem pedirá, idealmente, a transcrição será você. Ela pedirá a nacionalidade dela (por naturalização).

    imagino que seja ato personalíssimo) entrar diretamente com o pedido de nacionalidade dela sem antes transcrever o casamento ??

    Ela não poderá pedir sem que o casamento esteja transcrito.

    1.1. No caso de poder entrar diretamente com o pedido de nacionalidade dela sem transcrever antes a certidão de casamento,

    Não deve, sob risco de exigência e do processo ficar "pendurado" até que transcreva o casamento.

    neste caso, quais documentos devemos enviar (imagino que sejam todos os documentos que constam lá no tópico apropriado, mas, neste caso, teria que enviar a certidão de casamento brasileira, inteiro teor digitado , autenticada e apostilada) ???

    Veja nosso tópico-guia para nacionalidade de Cônjuges
    https://portalcidadaniaportuguesa.com/forum/discussion/149/aquisicao-da-nacionalidade-pelo-casamento-artigo-3-da-ln/p1

    2- No caso de ser necessário fazer a transcrição do casamento antes, solicito a gentileza de esclarecer:
    2.1- Qual a conservatória que está com prazo melhor ??

    não indicamos nunca onde está mais rápido pois essa informação nunca está correta. As informações que rolam por aí sempre mostram conservatórias que estavam rápidas há um ano, dois anos, 6 meses, etc..., no tempo em que aqueles processos foram submetidos. Depois da submissão muitos processos podem ter chegado e "enchido" a CRC. E por isso que não se deve acreditar nessas histórias de conservatórias rápidas, a não ser que trabalhe diariamente com isso e, convenhamos, nenhum profissional dá esse tipo de informação pois é um tiro no próprio pé.

    2.1.1. Esta conservatória aceita vale postal ou terei que pagar com cartão de crédito ?? (neste caso, eles aceitam cartão Mastercard ??)

    para casamentos, algumas começaram, durante a pandemia, a aceitar cartões, de forma pontual. No processo de cônjuge, pagamento normal via cartão de crédito.

    Todas as perguntas acima são para a realidade de tudo ser enviado por malote (DHL) daqui no Brasil e não entrada presencial em Portugal.

    isso

    abraços e ótima sorte,

  • sergio_loureirosergio_loureiro Member 22 PontosPosts: 2

    CEGV - Moderador... muito grato pela atenção e respostas pormenorizadas...

    Sempre imaginei fazer a transcrição do casamento em Ponta Delgada... embora saiba que, no momento, eles estejam abarrotados de trabalhos e com as "baixas" de servidores, estão fazendo o melhor deles para atender...

    Então, com relação à Ponta Delgada, tenho as seguintes dúvidas:
    1- Eles estão aceitando vale postal ??
    1.1 - No caso de aceitarem, existe o risco do vale ser estornado porque eles não usaram dentro de 30 dias ???

    2- Eles estão aceitando cartão de crédito ??
    2.1. - No caso de aceitarem, sabe informar se aceitam a bandeira Mastercard ??

    Pelo que eu li, não lembro onde, acho (não tenho certeza), que PD estava apenas recebendo os documentos, sem a taxa... aí, depois deles processarem os documentos e verem que está tudo OK, eles enviam um link para a pessoa pagar com cartão de crédito... é isso mesmo ??? (caso seja, mais uma vez, eles aceitam Mastercard ???)

    Desculpa por te encher de perguntas novamente, mas o processo de atribuição dos meus filhos na ACP do Porto foi todo processado e concedido em apenas 3 meses, graças às dicas que recebi no site....

    Mais uma vez agradeço a gentileza das respostas...

    CEGV
  • CEGVCEGV Moderator 4988 PontosPosts: 5,091

    @sergio_loureiro disse:
    CEGV - Moderador... muito grato pela atenção e respostas pormenorizadas...
    Sempre imaginei fazer a transcrição do casamento em Ponta Delgada... embora saiba que, no momento, eles estejam abarrotados de trabalhos e com as "baixas" de servidores, estão fazendo o melhor deles para atender...

    Então, com relação à Ponta Delgada, tenho as seguintes dúvidas:
    1- Eles estão aceitando vale postal ??

    não sei pois mudaram o procedimento durante a pandemia.
    Deve entrar em contato com eles. e-mail civil.pdelgada@irn.mj.pt

    1.1 - No caso de aceitarem, existe o risco do vale ser estornado porque eles não usaram dentro de 30 dias ???

    A rigor eles têm que aceitar vales postais.

    2- Eles estão aceitando cartão de crédito ??

    na pandemia estavam aceitando. Mas enviavam um link específico para cada processo.

    2.1. - No caso de aceitarem, sabe informar se aceitam a bandeira Mastercard ??

    sim, aceita

    Pelo que eu li, não lembro onde, acho (não tenho certeza), que PD estava apenas recebendo os documentos, sem a taxa... aí, depois deles processarem os documentos e verem que está tudo OK, eles enviam um link para a pessoa pagar com cartão de crédito... é isso mesmo ??? (caso seja, mais uma vez, eles aceitam Mastercard ???)

    sim, é isso.

    Desculpa por te encher de perguntas novamente, mas o processo de atribuição dos meus filhos na ACP do Porto foi todo processado e concedido em apenas 3 meses, graças às dicas que recebi no site....

    Mais uma vez agradeço a gentileza das respostas...

    abraços,

  • ElbaElba Member 264 PontosPosts: 44

    Gente boa noite! Poderiam me ajudar mais uma vez? Meu pedido de transcrição de casamento com meu marido chegou em PD dia 11/04 via DHL e até agora nada de chegar o link de pagamento. Tô preocupada pois o que mandei anteriormente, dos meus sogros, foi bem mais rápido. O que posso fazer?

    CEGV
  • CEGVCEGV Moderator 4988 PontosPosts: 5,091
    editado maio 2022

    @Elba disse:
    Gente boa noite! Poderiam me ajudar mais uma vez? Meu pedido de transcrição de casamento com meu marido chegou em PD dia 11/04 via DHL e até agora nada de chegar o link de pagamento. Tô preocupada pois o que mandei anteriormente, dos meus sogros, foi bem mais rápido. O que posso fazer?

    tenta ligar para eles ou mandar e-mail... PD tá muito lenta... Alias... o IRN inteiro está impossível de lento.

  • Victor_RibeiroVictor_Ribeiro Member 32 PontosPosts: 4

    DUVIDAS:
    1 - No site do consulado diz que o valor da transcricao eh 270euros e na tabela acima diz 120euros. Qual o valor correto? Por que a diferenca?

    2 - Ponta Delgada continua a melhor (mais rapida) conservatoria para realizar transcricao?

    3 - Como procedo com o envio do vale postal?

    Desde ja agradeco a ajuda

    CEGV
  • CEGVCEGV Moderator 4988 PontosPosts: 5,091
    editado agosto 2022

    @Victor_Ribeiro disse:
    DUVIDAS:
    1 - No site do consulado diz que o valor da transcricao eh 270euros e na tabela acima diz 120euros. Qual o valor correto? Por que a diferenca?

    A diferença é fazer ou não no Brasil, via consulado. 120 Euros é o preço em Portugal, cobrado pelo IRN.

    2 - Ponta Delgada continua a melhor (mais rapida) conservatoria para realizar transcricao?

    não

    3 - Como procedo com o envio do vale postal?

    seguindo nosso tópico sobre o assunto. Você deu uma passeada no nosso Portal ? basta procurar. O link do tópico sobre VP está abaixo.
    https://portalcidadaniaportuguesa.com/forum/discussion/42/como-fazer-vale-postal/p1

    Desde ja agradeco a ajuda

    abraços,

    Victor_Ribeiro
  • Victor_RibeiroVictor_Ribeiro Member 32 PontosPosts: 4

    Muito obrigado, pela resposta rápida e informativa.

    Realmente faltou da minha dar uma pesquisada no fórum 😅. Obrigado pelo link.

    Sei que depende muito da demanda das conservatórias. Tem alguma que vocês recomendam, com um prazo relativamente curto?

    CEGV
  • Victor_RibeiroVictor_Ribeiro Member 32 PontosPosts: 4

    Eu vejo que algumas pessoas tiveram problemas com vale postal. É mais recomendado pagar via cartao? As IRN estão aceitando?

    CEGV
  • CEGVCEGV Moderator 4988 PontosPosts: 5,091
    editado agosto 2022

    @Victor_Ribeiro disse:
    Muito obrigado, pela resposta rápida e informativa.
    Realmente faltou da minha dar uma pesquisada no fórum 😅. Obrigado pelo link.
    Sei que depende muito da demanda das conservatórias. Tem alguma que vocês recomendam, com um prazo relativamente curto?

    Esqueça "prazos curtos". Em último caso, de urgência realmente comprovada/comprovável (de acordo com os critérios do IRN), entre em contato particular comigo.
    abraços,

    Enviar mensagem privativa para CEGV pelo Portal

  • CEGVCEGV Moderator 4988 PontosPosts: 5,091

    @Victor_Ribeiro disse:
    Eu vejo que algumas pessoas tiveram problemas com vale postal. É mais recomendado pagar via cartao? As IRN estão aceitando?

    A rigor é mais conveniente o pagamento com cartão, sempre que possível.

  • ElbaElba Member 264 PontosPosts: 44

    Pessoal, boa noite. Voltei para compartilhar e pedir alguma dica.
    Estou super preocupada com minha transcrição de casamento com meu marido em PD. Os documentos chegaram lá 08/04/22 e até agora sequer recebi o link para pagar no cartão. Já mandei mais de 5 e-mails e a resposta é sempre a mesma, que estão com pouca mão de obra e temos que esperar.
    O que mais posso fazer? Alguma dica?
    Muito obrigada

    CEGV
  • CEGVCEGV Moderator 4988 PontosPosts: 5,091

    @Elba disse:
    Pessoal, boa noite. Voltei para compartilhar e pedir alguma dica.
    Estou super preocupada com minha transcrição de casamento com meu marido em PD. Os documentos chegaram lá 08/04/22 e até agora sequer recebi o link para pagar no cartão. Já mandei mais de 5 e-mails e a resposta é sempre a mesma, que estão com pouca mão de obra e temos que esperar.
    O que mais posso fazer? Alguma dica?
    Muito obrigada

    Sem dicas... o IRN está um caos. O máximo que dá para fazer é seguir enviando e-mails ou tentar que alguém atenda o telefone. Ainda assim o mais provável, mesmo que consiga resposta ou que consiga falar com alguém, é que o processo demore. Sabemos de casos de espera de mais de um ano por finalização de transcrições de casamento em PD.

    abraços e paciência

  • dgalhardodgalhardo Member 22 PontosPosts: 1

    Pessoal, boa noite! Há anos não entro nesse forum. Sou do tempo do @CEGV, quando participávamos de outro e depois migramos p cá. Tempo da espera pela"convolação dos netos" com a mudança da lei. rs. Enfim, preciso da ajuda de vocês. Quero averbar/transcrever meu casamento através de PD. (Na época era a melhor, com mais expertise), não sei agora.

    Seguem algumas dúvidas:

    Minhas certidões (casamento/nascimento do cônjuge) já estão apostiladas há 03 anos. Pelo consulado vi que precisa ser mais recente, mas pelas conservatórias não tem esse prazo, certo?

    No requerimento, basta reconhecimento por autenticidade ou tb precisa do sinal público? (reconhecimento da assinatura de quem fez o ateste)?

    Documento de identificação de quem assina o requerimento, pode ser meu CARTÃO DE CIDADÃO somente com cópia autentica?

    Como está a questão dos pagamentos? Vale postal ou tem como enviar a documentação e pagar posteriormente?

    Por fim, só encaminhar para o endereço :Conservatória do Registo Civil de Ponta Delgada

    Praça Gonçalo Velho, nº 12, 2º - Ponta Delgada - Portugal
    Código Postal: 9500-063

    Certo?

    Agradeço quem puder ajudar! Abc.

    CEGV
  • CEGVCEGV Moderator 4988 PontosPosts: 5,091
    editado janeiro 2023

    @dgalhardo disse:
    Pessoal, boa noite! Há anos não entro nesse forum. Sou do tempo do @CEGV, quando participávamos de outro e depois migramos p cá. Tempo da espera pela"convolação dos netos" com a mudança da lei. rs. Enfim, preciso da ajuda de vocês. Quero averbar/transcrever meu casamento através de PD. (Na época era a melhor, com mais expertise), não sei agora.

    PD "morreu". Melhor buscar outra CRC para fazer a transcrição. Tenho ouvido notícias que no Brasil os consulados estão transcrevendo relativamente rápido. Não posso garantir pois tudo que faço é em Portugal.

    Seguem algumas dúvidas:

    Minhas certidões (casamento/nascimento do cônjuge) já estão apostiladas há 03 anos. Pelo consulado vi que precisa ser mais recente, mas pelas conservatórias não tem esse prazo, certo?

    Aconselharia refazer a de casamento. Nascimento é menos problemática.

    No requerimento, basta reconhecimento por autenticidade ou tb precisa do sinal público? (reconhecimento da assinatura de quem fez o ateste)?

    sinal público no requerimento ? Não... só reconhecimento por autenticidade...

    Documento de identificação de quem assina o requerimento, pode ser meu CARTÃO DE CIDADÃO somente com cópia autentica?

    Entendo que sim pois é documento português.

    Como está a questão dos pagamentos? Vale postal ou tem como enviar a documentação e pagar posteriormente?

    aparentemente é assim agora. Equeça também os Vales Postais.. outra roubada.. Passaram a aceitar cartões até nas transcrições pois todos os VPs estavam vencendo. Muita coisa mudou nos últimos anos...

    Certo?

    errado.. esqueça PD...

    Abraços,

  • CEGVCEGV Moderator 4988 PontosPosts: 5,091

    @dgalhardo, acabei de saber que recentemente, pelo consulado do RJ, levou menos de 1 mês uma transcrição

  • IgorFIgorF Member 139 PontosPosts: 23

    Prezados,
    Gostaria de perguntar como posso acompanhar o andamento do pedido de transcrição de casamento realizado pelo Consulado Português no RJ.
    Abraços!

    CEGV
  • CEGVCEGV Moderator 4988 PontosPosts: 5,091

    @IgorF disse:
    Prezados,
    Gostaria de perguntar como posso acompanhar o andamento do pedido de transcrição de casamento realizado pelo Consulado Português no RJ.
    Abraços!

    Em geral são rápidos. Com os problemas que o consulado teve com a PJ e a PF Brasileira, talvez estejam enrolados. Você pode enviar a eles um e-mail mas não há certeza que lhe respondam. A não ser que esteja demorando muito, sugiro aguardar notícia deles.

    abraços,

    IgorF
  • GabrielaZGabrielaZ Member 97 PontosPosts: 13

    Boa noite a todos. Tenho algumas dúvidas em relação a averbação de casamento. O processo de atribuição 1C da minha mãe foi finalizado no ano passado e esse ano pretendo dar inicio ao meu processo de atribuição. Porém, como vou adquirir a nacionalidade pela minha mãe preciso realizar a transcrição do seu casamento (hoje ela é divorciada).
    1 - Minha dúvida é se minha mãe precisa primeiro tirar o cartão cidadão para depois solicitar a transcrição ou se só com o número do assento eu consigo dar entrada no processo.
    2 - E sobre o preenchimento do requerimento. O requerente será o português? E a assinatura precisa ser reconhecida em cartório?
    3 - E tenho outra dúvida na parte de preenchimento do nome. Devo colocar o nome de casada, mesmo que hoje ela tenha voltado a utilizar o nome de solteira?

    Agradeço desde já

    CEGV
  • CEGVCEGV Moderator 4988 PontosPosts: 5,091

    @GabrielaZ disse:
    Boa noite a todos. Tenho algumas dúvidas em relação a averbação de casamento. O processo de atribuição 1C da minha mãe foi finalizado no ano passado e esse ano pretendo dar inicio ao meu processo de atribuição. Porém, como vou adquirir a nacionalidade pela minha mãe preciso realizar a transcrição do seu casamento (hoje ela é divorciada).
    1 - Minha dúvida é se minha mãe precisa primeiro tirar o cartão cidadão para depois solicitar a transcrição ou se só com o número do assento eu consigo dar entrada no processo.

    Não. Idealmente primeiro faz a transcrição de casamento e depois pede a emissão do CC. Os consulados são equivocadamente instruídos a requerer que o status civil, isto é, a transcrição do casamento, seja realizada antes da emissão do cartão.

    2 - E sobre o preenchimento do requerimento. O requerente será o português? E a assinatura precisa ser reconhecida em cartório?

    Sim, o requerente é, preferencialmente, o português. Mas nada impede que o esposo seja o requerente ou, mesmo, que o casamento seja transcrito postumamente (não seu caso) por um descendente.

    3 - E tenho outra dúvida na parte de preenchimento do nome. Devo colocar o nome de casada, mesmo que hoje ela tenha voltado a utilizar o nome de solteira?

    O nome da requerente é o nome que ela usa hoje, ou seja, nome de casada. Na instrução processual, através da certidão de casamento, ela demonstrará que o nome de solteira foi alterado pelo casamento. O nome da requerente deve coincidir com o documento apresentado (RG/Identidade ou passaporte).

    Agradeço desde já

    abraços,

  • GabrielaZGabrielaZ Member 97 PontosPosts: 13

    @CEGV
    Agradeço imensamente a ajuda.

    O nome da requerente é o nome que ela usa hoje, ou seja, nome de casada. Na instrução processual, através da certidão de casamento, ela demonstrará que o nome de solteira foi alterado pelo casamento. O nome da requerente deve coincidir com o documento apresentado (RG/Identidade ou passaporte).

    Na verdade minha mãe se casou, teve eu e meus irmãos e depois se separou. Atualmente ela utiliza o nome de solteira. Dessa forma, o nome dela deve ser escrito com o que ela usa hoje, que é de solteira, correto?

    Sabe me dizer se posso realizar a transcrição do casamento pelo consulado do Rio? Moro mais perto do escritório consular de Santos, não sei se há alguma regra em relação a isso.

    E outra dúvida, ao realizar o processo de transcrição, nele já constara a averbação do divórcio?

    Muito obrigada

    CEGV
  • CEGVCEGV Moderator 4988 PontosPosts: 5,091

    @GabrielaZ disse:
    @CEGV
    Agradeço imensamente a ajuda.

    O nome da requerente é o nome que ela usa hoje, ou seja, nome de casada. Na instrução processual, através da certidão de casamento, ela demonstrará que o nome de solteira foi alterado pelo casamento. O nome da requerente deve coincidir com o documento apresentado (RG/Identidade ou passaporte).

    Na verdade minha mãe se casou, teve eu e meus irmãos e depois se separou. Atualmente ela utiliza o nome de solteira. Dessa forma, o nome dela deve ser escrito com o que ela usa hoje, que é de solteira, correto?

    Sabe me dizer se posso realizar a transcrição do casamento pelo consulado do Rio? Moro mais perto do escritório consular de Santos, não sei se há alguma regra em relação a isso.

    Olha... regras existem mas nem sempre são lembradas ou respeitadas. Se quiser enviar para o Rio, pode. Mas corre o risco de dar certo (se ignorarem a norma) e corre-se o risco de dar errado. É quase uma roleta-russa. O "certo" (propositadamente entre aspas) seria enviar para o consulado de São Paulo ou vice-consulado de Santos.

    E outra dúvida, ao realizar o processo de transcrição, nele já constara a averbação do divórcio?

    Não. Divórcio é outro processo e não é feito nem por consulado nem pelo IRN. É feito pela justiça Portuguesa. Note que COM A TRANSCRIÇÃO do casamento da sua mãe, já será possível submeter o processo seu e de seus irmãos. O inconveniente (posterior) é que, perante o governo português, sua mãe passará a ter o nome de casada até que faça o processo de homologação de sentença de divórcio (reconhecimento da sentença de divórcio brasileira frente ao governo português) junto à justiça portuguesa. Para isso precisará de advogado português, registrado na ordem dos advogados portugueses. Precisando de indicações quando precisar realizar a homologação da sentença de divórcio, me procure particularmente.

    abraços,

  • GabrielaZGabrielaZ Member 97 PontosPosts: 13

    @CEGV

    Não. Divórcio é outro processo e não é feito nem por consulado nem pelo IRN. É feito pela justiça Portuguesa. Note que COM A TRANSCRIÇÃO do casamento da sua mãe, já será possível submeter o processo seu e de seus irmãos. O inconveniente (posterior) é que, perante o governo português, sua mãe passará a ter o nome de casada até que faça o processo de homologação de sentença de divórcio (reconhecimento da sentença de divórcio brasileira frente ao governo português) junto à justiça portuguesa. Para isso precisará de advogado português, registrado na ordem dos advogados portugueses. Precisando de indicações quando precisar realizar a homologação da sentença de divórcio, me procure particularmente.

    Entendi. E não teria como submeter o meu processo e dos meus irmãos sem a averbação, correto?

    CEGV
  • CEGVCEGV Moderator 4988 PontosPosts: 5,091
    editado janeiro 18

    @GabrielaZ disse:
    @CEGV

    Não. Divórcio é outro processo e não é feito nem por consulado nem pelo IRN. É feito pela justiça Portuguesa. Note que COM A TRANSCRIÇÃO do casamento da sua mãe, já será possível submeter o processo seu e de seus irmãos. O inconveniente (posterior) é que, perante o governo português, sua mãe passará a ter o nome de casada até que faça o processo de homologação de sentença de divórcio (reconhecimento da sentença de divórcio brasileira frente ao governo português) junto à justiça portuguesa. Para isso precisará de advogado português, registrado na ordem dos advogados portugueses. Precisando de indicações quando precisar realizar a homologação da sentença de divórcio, me procure particularmente.

    Entendi. E não teria como submeter o meu processo e dos meus irmãos sem a averbação, correto?

    Não é necessária a averbação do divórcio para que filhos, frutos do casamento já transcrito, possam requerer a nacionalidade portuguesa.

    TRANSCRIÇÃO DE CASAMENTO é um processo, feito no IRN, para que o casamento seja reconhecido em Portugal e para que eventuais filhos, frutos do casamento transcrito, possam requerer a nacionalidade Portuguesa, especialmente quando portuguesa é a mãe.

    HOMOLOGAÇÃO DA SENTENÇA DE DIVÓRCIO, como mencionei antes, é um processo, realizado na justiça comum portuguesa, para dar validade a divórcio de cidadão ou cidadã portuguesa, ocorrido fora de Portugal. Não é precondição para que os filhos do casamento, já transcrito em portugal e desfeito, possam submeter seus processos de cidadania portuguesa.

    A averbação, no caso da sua mãe, só será interessante para que, em Portugal, ela retorne a ter o nome de solteira nos documentos portugueses.

    abraços,

  • GabrielaZGabrielaZ Member 97 PontosPosts: 13

    @CEGV disse:
    Não é necessária a averbação do divórcio para que filhos, frutos do casamento já transcrito, possam requerer a nacionalidade portuguesa.

    TRANSCRIÇÃO DE CASAMENTO é um processo, feito no IRN, para que o casamento seja reconhecido em Portugal e para que eventuais filhos, frutos do casamento transcrito, possam requerer a nacionalidade Portuguesa, especialmente quando portuguesa é a mãe.

    Perdão. Me expressei errado, quis dizer a transcrição do casamento. Se seria necessário transcrever o casamento para submeter o meu processo e dos meus irmãos. Pergunto pois por alguns motivos pessoais se houvesse essa possibilidade eu preferiria. Mas pelo o que já li, não é possível mas gostaria dessa confirmação.

    Agradeço por todos os esclarecimentos.

    CEGV
  • CEGVCEGV Moderator 4988 PontosPosts: 5,091
    editado janeiro 19

    @GabrielaZ disse:

    @CEGV disse:
    Não é necessária a averbação do divórcio para que filhos, frutos do casamento já transcrito, possam requerer a nacionalidade portuguesa.

    TRANSCRIÇÃO DE CASAMENTO é um processo, feito no IRN, para que o casamento seja reconhecido em Portugal e para que eventuais filhos, frutos do casamento transcrito, possam requerer a nacionalidade Portuguesa, especialmente quando portuguesa é a mãe.

    Perdão. Me expressei errado, quis dizer a transcrição do casamento. Se seria necessário transcrever o casamento para submeter o meu processo e dos meus irmãos.

    Sim. Entendo que é obrigatório, baseado nos dados que você compartilhou aqui.
    Caso queira trocar uma ideia no privativo, basta me enviar mensagem privada.
    Link: https://portalcidadaniaportuguesa.com/forum/messages/add/CEGV

    Pergunto pois por alguns motivos pessoais se houvesse essa possibilidade eu preferiria.

    Se sua mãe casou com seu pai e você nasceu durante a constância do casamento dos dois, não há alternativa.

    Mas pelo o que já li, não é possível mas gostaria dessa confirmação.

    Agradeço por todos os esclarecimentos.

    abraços,

Entre ou Registre-se para fazer um comentário.