Publicada em 10-11-2020 a 9ª alteração da Lei de Nacionalidade Portuguesa.
Clique aqui para ver a publicação no Diário da República Portuguesa.
Para pagar seu emolumento de processo de Transcrição de casamento ou de obtenção de nacionalidade através de Vale Postal, clique neste link, para saber o valor correto a ser pago (valores atualizados diariamente)

Transcrição de casamento em Lisboa

Boa Tarde,

Eu dei entrada na minha transcrição do meu casamento no meio de dezembro/2018 na conservatória de Lisboa, qual a média de prazo para sair a transcrição nessa conservatória? Obrigado.

Comentários

  • CEGVCEGV Moderator 4850 PontosPosts: 4,643

    @MarcosFausto , normalmente indicamos que transcrições sejam realizadas em Ponta Delgada pois é uma Conservatória especializada e lá normalmente são concluídas em menos de 40 dias. Foi na CRCentrais ou alguma outra conservatória (Existem 11 CRCs em Lisboa) ?

    abraços,

  • MarcosFaustoMarcosFausto Member 23 PontosPosts: 4

    @CEGV já está em andamento a transcrição, sei que o nome é: conservatória do registo civil de lisboa

  • CEGVCEGV Moderator 4850 PontosPosts: 4,643

    é uma das 11 Conservatórias de Registo Civil de Lisboa. Não deve demorar mas não consigo lhe precisar prazos pois é incomum acompanharmos transcrições nestas conservatórias.

    abraços,

  • MarcosFaustoMarcosFausto Member 23 PontosPosts: 4

    acredita que até o final de de fevereiro está pronto? tenho agendamento no SEF dia 21 de fevereiro... espero que até lá esteja pronto. Obrigado

    CEGV
  • CEGVCEGV Moderator 4850 PontosPosts: 4,643

    Falar qualquer coisa sobre prazos sobre conservatórias que normalmente não acompanhamos seria irresponsabilidade, principalmente sem ter ideia de quão livre ou atolada a conservatória está. O melhor, já que você fez pessoalmente, é dar uma passada lá e perguntar ou tentar perguntar via telefone ou e-mail. Se conseguir a informação, peço sua colaboração em nos deixar saber do prazo médio atual.

    abraços,

  • MarcosFaustoMarcosFausto Member 23 PontosPosts: 4

    entendi, quando ficar pronto eu aviso. Obrigado pelas informações e ajuda.

    CEGV
  • mendesjmgmendesjmg Member 58 PontosPosts: 5

    Minha Avó é do Distrito de Viseu, a transcrição do casamento dela tem que ser em Viseu? Podendo ser em outro distrito, em qual a transcrição de casamento é feita com mais rapidez?
    Além da Certidão de Casamentos, quais os outros documentos terei que enviar? tenho que enviar a Certidão de nascimento do meu avô?
    Alguém pode me ajudar, ficarei muito agradecido.
    Jorge

    CEGV
  • CEGVCEGV Moderator 4850 PontosPosts: 4,643

    @mendesjmg disse:
    Minha Avó é do Distrito de Viseu, a transcrição do casamento dela tem que ser em Viseu? Podendo ser em outro distrito, em qual a transcrição de casamento é feita com mais rapidez?

    Mendes, a transcrição poderá ser realizada em qualquer CRC que realize transcrições de casamento e são poucas que não fazem.

    Além da Certidão de Casamentos, quais os outros documentos terei que enviar? tenho que enviar a Certidão de nascimento do meu avô?

    Veja nosso tópico de transcrição de casamentos em Ponta Delgada. Lá temos um excelente guia de referência (abaixo)
    https://portalcidadaniaportuguesa.com/forum/discussion/7/transcricao-de-casamento-em-ponta-delgada/p1

    Abraços,

  • RelvisRelvis Member 174 PontosPosts: 50

    Olá gostaria de compartilhar uma dúvida que pode ser de muita gente.
    Fiz meu processo de atribuição portuguesa (de pai para filho) nesse ano de 2020, já esta concluido. Agora estou partindo para fazer a transcrição do meu casamento, mas me bateu uma dúvida na hora do preenchimento do Requerimento, qual seja: eu sou divorciado desde 2008, com a devida averbação do meu divórcio tudo documentado direitinho no cartório. Em 2010 eu me casei novamente com a minha atual esposa.
    Desta forma, surgiu a minha dúvida, isto é, no Requerimento onde qualifica o meu estado civil, eu devo colocar solteiro ou casado?
    Eu entendo que deve ser solteiro, tendo em vista que minha atribuição foi adquirida posteriormente ao meu segundo casamento.
    Será que é esse o raciocínio, me qualificar como solteiro?!
    Outra curiosidade, que eu observei somente agora, é que na minha certidão de casamento simples que tenho em casa guardada, consta na minha qualificação que eu era solteiro...kkkk, mas não sei como irá sair no documento de inteiro teor por cópia reprografica.
    Se alguém tem alguma experiência nesse caso, por favor compartilhe.
    Obrigado.

  • CEGVCEGV Moderator 4850 PontosPosts: 4,643

    @Relvis disse:
    Olá gostaria de compartilhar uma dúvida que pode ser de muita gente.
    Fiz meu processo de atribuição portuguesa (de pai para filho) nesse ano de 2020, já esta concluido. Agora estou partindo para fazer a transcrição do meu casamento, mas me bateu uma dúvida na hora do preenchimento do Requerimento, qual seja: eu sou divorciado desde 2008, com a devida averbação do meu divórcio tudo documentado direitinho no cartório. Em 2010 eu me casei novamente com a minha atual esposa.
    Desta forma, surgiu a minha dúvida, isto é, no Requerimento onde qualifica o meu estado civil, eu devo colocar solteiro ou casado?

    Você deve
    (1) transcrever o seu primeiro casamento em Portugal;
    (2) Homologar a sentença do divórcio do seu primeiro casamento (em Portugal), através de processo submetido diretamente à justiça portuguesa
    (3) E, por fim, transcrever o seu segundo casamento.

    Eu entendo que deve ser solteiro, tendo em vista que minha atribuição foi adquirida posteriormente ao meu segundo casamento.
    Será que é esse o raciocínio, me qualificar como solteiro?!

    A rigor, quando você quando se qualifica em um documento ou requerimento, informará sempre seu estado civil atual.

    Outra curiosidade, que eu observei somente agora, é que na minha certidão de casamento simples que tenho em casa guardada, consta na minha qualificação que eu era solteiro...kkkk, mas não sei como irá sair no documento de inteiro teor por cópia reprografica.

    Na transcrição de casamento não se usa a certidão reprográfica. A certidão de casamento a ser solicitada deve ser do tipo Inteiro Teor Narrativa.

    Se alguém tem alguma experiência nesse caso, por favor compartilhe.
    Obrigado.

    Abraços e ótima sorte,

    Relvis
  • RelvisRelvis Member 174 PontosPosts: 50

    @CEGV disse:

    @Relvis disse:
    Olá gostaria de compartilhar uma dúvida que pode ser de muita gente.
    Fiz meu processo de atribuição portuguesa (de pai para filho) nesse ano de 2020, já esta concluido. Agora estou partindo para fazer a transcrição do meu casamento, mas me bateu uma dúvida na hora do preenchimento do Requerimento, qual seja: eu sou divorciado desde 2008, com a devida averbação do meu divórcio tudo documentado direitinho no cartório. Em 2010 eu me casei novamente com a minha atual esposa.
    Desta forma, surgiu a minha dúvida, isto é, no Requerimento onde qualifica o meu estado civil, eu devo colocar solteiro ou casado?

    Você deve
    (1) transcrever o seu primeiro casamento em Portugal;
    (2) Homologar a sentença do divórcio do seu primeiro casamento (em Portugal), através de processo submetido diretamente à justiça portuguesa
    (3) E, por fim, transcrever o seu segundo casamento.

    Eu entendo que deve ser solteiro, tendo em vista que minha atribuição foi adquirida posteriormente ao meu segundo casamento.
    Será que é esse o raciocínio, me qualificar como solteiro?!

    A rigor, quando você quando se qualifica em um documento ou requerimento, informará sempre seu estado civil atual.

    Outra curiosidade, que eu observei somente agora, é que na minha certidão de casamento simples que tenho em casa guardada, consta na minha qualificação que eu era solteiro...kkkk, mas não sei como irá sair no documento de inteiro teor por cópia reprografica.

    Na transcrição de casamento não se usa a certidão reprográfica. A certidão de casamento a ser solicitada deve ser do tipo Inteiro Teor Narrativa.

    Se alguém tem alguma experiência nesse caso, por favor compartilhe.
    Obrigado.

    Abraços e ótima sorte,

    Olá @CEVG, Obrigado pelo contato... No caso não houve sentença de divórcio, pois foi feito de forma amigável no próprio cartório.
    E a certidão para Transcrição e a narrativa, não sabia, pois a transcrição do casamento dos meus pais eu enviei a de inteiro teor por cópia Reprografica.
    Mais uma vez Obrigado amigo.

    CEGV
  • CEGVCEGV Moderator 4850 PontosPosts: 4,643

    @Relvis disse:
    Olá @CEVG, Obrigado pelo contato... No caso não houve sentença de divórcio, pois foi feito de forma amigável no próprio cartório.

    A separação extrajudicial não deixa de ser uma sentença, que deve ser homologada através de processo judicial em Portugal.

    E a certidão para Transcrição e a narrativa, não sabia, pois a transcrição do casamento dos meus pais eu enviei a de inteiro teor por cópia Reprografica.
    Mais uma vez Obrigado amigo.

    abraços,

    Relvis
  • RelvisRelvis Member 174 PontosPosts: 50

    @CEVG Obrigado pela atenção e pontualidade nas respostas, mas aqui no RJ os cartórios não tem a praxe de comunicar de ofício os casamentos no cadastro nacional para a anotação junto as certidões de nascimento, ou seja, na minha certidão de nascimento brasileira não consta casamento averbado, nem o casamento atual, estive no cartório e o escrevente me informou que eles só fazem a comunicação se um dos nubentes solicitar, caso contrário eles não realizam a averbação de ofício.

    Muito obrigado amigo.

    CEGV
  • CEGVCEGV Moderator 4850 PontosPosts: 4,643

    @Relvis disse:
    @CEVG Obrigado pela atenção e pontualidade nas respostas, mas aqui no RJ os cartórios não tem a praxe de comunicar de ofício os casamentos no cadastro nacional para a anotação junto as certidões de nascimento, ou seja, na minha certidão de nascimento brasileira não consta casamento averbado, nem o casamento atual, estive no cartório e o escrevente me informou que eles só fazem a comunicação se um dos nubentes solicitar, caso contrário eles não realizam a averbação de ofício.

    Relvis, não é necessário, para fins de transcrição de casamento em Portugal, que o casamento esteja averbado na certidão de nascimento dos noivos.

    abraços,

    Relvis
Entre ou Registre-se para fazer um comentário.