Greve do IRN marcada para os dias

agosto: 5, 12, 13, 14, 16, 17 e 26
setembro: 2, 9, 16, 23 e 30
Senhores Usuários,

Pedimos que consultas/dúvidas sejam preferencialmente realizadas/perguntadas através dos tópicos. Consultas através de mensagens privativas, somente as aconselhamos nos casos que informações claramente pessoais e privativas precisem ser informadas.

agradecemos a colaboração,


Equipe Portal Cidadania Portuguesa

Transcrição de casamento em PONTA DELGADA

123457»

Comentários

  • pedrosimaopedrosimao 77 PontosPosts: 15Member

    Olá pessoal. Olá @CEGV,
    Vocês sabem me dizer se ainda está valendo a pena fazer a transcrição em Ponta Delgada, ao invés de Porto ou Lisboa? Queria agilizar o processo do meu pai o mais rapidamente possível. Vou pedir a atribuição para ele. Aliás se souberem me dizer aonde os pedidos de Atribuição são tratados mais rapidamente, tambem aceito a dica. Muito obrigado!

  • RelvisRelvis 57 PontosPosts: 21Member

    Olá Pessoal, estava lendo as postagens do Fórum e li que tem um membro que está dando entrada na atribuição de nacionalidade enquanto está correndo o processo de transcrição de casamento dos pais, ou seja, eu também estou nessa situação, mas aguardando o término da transcrição, para posteriormente, dar entrada na minha atribuição.

    A minha pergunta aos amigos é:
    Eu enviei os documentos para dar entrada no Processo de transcrição em 07/05/2019 e chegou na conservatória de PD em 15/05/2019, mas ainda não obtive resposta, será que já posso em paralelo enviar meus documentos para dar entrada na minha Atribuição na ACP do Porto, ou existe grande probabilidade em cair em exigência?

    OBS. Eu fui registrado no Brasil em 1979, meu Pai é meu Declarante e minha mãe alterou o nome de solteira, e ambos são portugueses.

    Obrigado a todos.
    Forte abraço.

  • CEGVCEGV 3766 PontosPosts: 2,888Moderator

    Acabei de ver informe de conclusão de transcrição.
    Chegou em PD em 29/4, foi concluída em 9/7.
    70 dias corridos.

    Acompanhemos outros informes...

    Fernanda_Andrade27Relvis
  • RelvisRelvis 57 PontosPosts: 21Member

    @CEGV - Ok, Perfeito, então o meu está dentro do prazo, vamos aguardar, pois o meu chegou em PD no dia 15/05/2019, a minha duvida é saber se daria certo eu encaminhar logo os documentos para dar início ao processo da minha ATRIBUIÇÃO enquanto está correndo o Processo de Transcrição.

    FatimaMoutinho
  • CEGVCEGV 3766 PontosPosts: 2,888Moderator

    @Relvis sempre falo para conter a ansiedade e só enviar quando tiver certeza que o processo anterior, pré-requisito, foi concluído. Alguns fazem e dão sorte. Outros fazem e têm os documentos e requerimento devolvidos, outros têm seus processos indeferidos liminarmente e perdem documentos e emolumento. Enfim, não tem mágica...

    Relvis
  • RelvisRelvis 57 PontosPosts: 21Member

    @CEGV disse:
    @Relvis sempre falo para conter a ansiedade e só enviar quando tiver certeza que o processo anterior, pré-requisito, foi concluído. Alguns fazem e dão sorte. Outros fazem e têm os documentos e requerimento devolvidos, outros têm seus processos indeferidos liminarmente e perdem documentos e emolumento. Enfim, não tem mágica...

    @CEGV Realmente nesses casos é melhor ter paciência, ser cauteloso (não contar com a sorte) e aguardar.
    Abraços...

  • mabarrosmabarros 407 PontosPosts: 124Member

    @CEGV acabei de ver mais um que chegou em PD 3/5 e concluiu ontem 16/7. 74 dias? To certo?

    CEGVRelvis
  • CEGVCEGV 3766 PontosPosts: 2,888Moderator

    @mabarros , acompanhemos... Já vi gente reclamar de transcrições que estão lá a 4 meses. Talvez casos isolados, talvez não... o melhor é acompanhar as notícias que chegam de lá.

    mabarrosRelvis
  • mabarrosmabarros 407 PontosPosts: 124Member

    @CEGV sim, só conferindo se minha conta estava certa...

    CEGVRelvis
  • RelvisRelvis 57 PontosPosts: 21Member
    editado julho 17

    @mabarros disse:
    @CEGV acabei de ver mais um que chegou em PD 3/5 e concluiu ontem 16/7. 74 dias? To certo?

    @mabarros - Os meus documentos chegaram em PD no dia 15/05/2019, até agora não tenho nenhuma informação do Processo, mas no dia 24/07/2019 fará 70 dias que chegou lá em PD.
    Já enviei e-mail e responderam que estão sem sistema e que estão com muita demanda de serviços e poucos funcionários.
    Vamos aguardar.

  • mabarrosmabarros 407 PontosPosts: 124Member

    @Relvis os meus chegaram um dia antes no dia 14/5. Também to esperando.

    Relvis
  • RelvisRelvis 57 PontosPosts: 21Member

    @mabarros disse:
    @Relvis os meus chegaram um dia antes no dia 14/5. Também to esperando.

    @mabarros - Você conseguiu algum contato com eles? Você conseguiu o número do processo ou informação da fase em que está o processo?
    Sabe se eles passam essa informações por e-mail?
    Enviei um e-mail pedindo informações da fase em que se encontra o processo ou se existe alguma senha para acompanhamento online, mas me deram uma resposta genérica, me pedindo para aguardar, desde então não fiz mais contato, para não ser chato.

  • mabarrosmabarros 407 PontosPosts: 124Member

    @Relvis disse:

    @mabarros disse:
    @Relvis os meus chegaram um dia antes no dia 14/5. Também to esperando.

    @mabarros - Você conseguiu algum contato com eles? Você conseguiu o número do processo ou informação da fase em que está o processo?
    Sabe se eles passam essa informações por e-mail?
    Enviei um e-mail pedindo informações da fase em que se encontra o processo ou se existe alguma senha para acompanhamento online, mas me deram uma resposta genérica, me pedindo para aguardar, desde então não fiz mais contato, para não ser chato.

    Transcrição não tem um número de processo. Pelo menos que eu saiba. Tem que aguardar a conclusão. Também não entrei em contato. Na semana que vem vou tentar ligar na LR e pedir que chequem se há um novo averbamento no assento.

    RelvisCEGV
  • RelvisRelvis 57 PontosPosts: 21Member

    @mabarros disse:

    @Relvis disse:

    @mabarros disse:
    @Relvis os meus chegaram um dia antes no dia 14/5. Também to esperando.

    @mabarros - Você conseguiu algum contato com eles? Você conseguiu o número do processo ou informação da fase em que está o processo?
    Sabe se eles passam essa informações por e-mail?
    Enviei um e-mail pedindo informações da fase em que se encontra o processo ou se existe alguma senha para acompanhamento online, mas me deram uma resposta genérica, me pedindo para aguardar, desde então não fiz mais contato, para não ser chato.

    Transcrição não tem um número de processo. Pelo menos que eu saiba. Tem que aguardar a conclusão. Também não entrei em contato. Na semana que vem vou tentar ligar na LR e pedir que chequem se há um novo averbamento no assento.

    @mabarros - A LR deles é 296302170 e aceita Skype né...

  • CEGVCEGV 3766 PontosPosts: 2,888Moderator

    @mabarros disse:
    Transcrição não tem um número de processo. Pelo menos que eu saiba. Tem que aguardar a conclusão. Também não entrei em contato. Na semana que vem vou tentar ligar na LR e pedir que chequem se há um novo averbamento no assento.

    Tem número sim.. a questão é que como Transcrição é algo rápido, que deve ser feito no mesmo dia (quando se encosta nos documentos), não existe "acompanhamento" tal como fazemos nos processos de nacionalidade. O problema é fila, pura e simples. Depois que começam a trabalhar na transcrições, se não houver problemas, finalizam no mesmo dia. Existem, infelizmente, condições que obrigam as conservatórias a realizar consultas a órgãos externos e, nestes casos, acaba levando mais tempo pela demora dos órgãos externos a responder aos questionamentos sobre os nubentes.

    abraços,

  • CEGVCEGV 3766 PontosPosts: 2,888Moderator
    editado julho 18

    @Relvis disse:
    @mabarros - A LR deles é 296302170 e aceita Skype né...

    Desaconselho veementemente ligar para Ponta Delgada ou qualquer outro espaço do IRN para perguntar sobre processos e eles também não respondem a questionamentos sobre situação de processos. Notem que estão sem pessoal e fazer alguém atender telefone para responder sobre situações de processos é tirar pessoas importantes de seus trabalhos de EXATAMENTE concluir processos.

    O único setor do IRN cuja função é responder sobre processos e que ligações não geram impacto na performance de conservadores e oficiais é a LR (Linha de Registos). Ligar para qualquer outro número, espaço do IRN, Conservatória, ACP ou CRCentrais para saber sobre situação de processos é tomar tempo de quem deveria estar analisando, despachando, e registrando processos de nacionalidade.

    Paciência, galera...

    abraços,

    Relvis
  • RelvisRelvis 57 PontosPosts: 21Member
    editado julho 18

    @CEGV disse:
    ... Paciência, galera...

    @CEVG _ Verdade vamos com paciência, na época eu até me arrependi de ter enviado o e-mail.
    Vamos aguardar.

    CEGV
  • mabarrosmabarros 407 PontosPosts: 124Member

    @CEGV boa capita! sempre esclarecendo!

    CEGV
  • Fernanda_Andrade27Fernanda_Andrade27 167 PontosPosts: 93Member

    @tarcisiolinhares disse:
    Meu casamento foi religioso com efeito civil. (...) Não consta hora em nenhum campo da certidão e tb quem foi o celebrante. Não sei que data das duas usar. Outra coisa, devo marcar civil e religioso.?

    Meu casamento também foi religioso com efeito civil.

    @CEGV disse:
    Peça a cópia do livro de registro de casamento da paróquia, igreja, templo... onde você casou. Veja se o casamento (já que tem efeito civil) não foi registrado também em algum cartório. Talvez você esteja vendo a certidão (de breve teor) que lhe foi entregue. No livro de registro existem mais informações. Você precisará da certidão de Inteiro Teor para transcrever o casamento.

    Estou com a Certidão de Inteiro Teor em mãos e me surgiram estas dúvidas ao preencher o Requerimento. Na certidão de casamento de inteiro teor diz "Aos 13 dias do mês de junho do ano de 2018, nos termos da lei..., inscrevo o casamento religioso de ..." e lá embaixo diz "casamento celebrado em dia/maio/ano, às tal horas, em tal local, pelo Pastor ...".

    Na hora de preencher o requerimento, coloquei as informações da celebração (pois é exatamente isso que é solicitado - "Dados relativos à celebração do casamento")... mas a opção que devo marcar a respeito do tipo de casamento é Civil, uma vez que ele foi registrado em cartório?

    @CEGV disse:

    @tarcisiolinhares disse:
    (...) mas a data que usamos é a do casamento civil ou religioso?

    Se existir o registro civil do casamento, ele é sempre preferível em comparação ao religioso. Aí você deve usar todas as informações do registro civil, desconsiderando (para fins de transcrição) os dados do religioso.

    Fiquei confusa rs... na Certidão de inteiro teor, além de todos os dados da celebração do casamento, só consta a data do registro civil do mesmo, nome do oficial e cartório (não há horário). São estas informações que devo colocar ou as da celebração?

  • CEGVCEGV 3766 PontosPosts: 2,888Moderator

    @Fernanda_Andrade27 disse:
    Meu casamento também foi religioso com efeito civil.

    use os dados da certidão civil e despreze as informações religiosas.

    Estou com a Certidão de Inteiro Teor em mãos e me surgiram estas dúvidas ao preencher o Requerimento. Na certidão de casamento de inteiro teor diz "Aos 13 dias do mês de junho do ano de 2018, nos termos da lei..., inscrevo o casamento religioso de ..." e lá embaixo diz "casamento celebrado em dia/maio/ano, às tal horas, em tal local, pelo Pastor ...".

    descarte os dados religiosos e use apenas os dados da certidão civil. Marque apenas civil

    Na hora de preencher o requerimento, coloquei as informações da celebração (pois é exatamente isso que é solicitado - "Dados relativos à celebração do casamento")... mas a opção que devo marcar a respeito do tipo de casamento é Civil, uma vez que ele foi registrado em cartório?

    só civil quando é religioso + civil

    Fiquei confusa rs... na Certidão de inteiro teor, além de todos os dados da celebração do casamento, só consta a data do registro civil do mesmo, nome do oficial e cartório (não há horário). São estas informações que devo colocar ou as da celebração?

    sim. Horário é dispensável

    abraços e boa sorte.

    Fernanda_Andrade27
  • RelvisRelvis 57 PontosPosts: 21Member

    @FatimaMoutinho disse:
    Envie e-mail civil.pdelgada@irn.mj.pt

    @FatimaMoutinho : Já enviei e-mail para Lá, e eles responderam que estão com excesso de trabalho e com poucos funcionários, por isso está demorando um pouco mais, só lamento que a resposta se limitou a isso, sem que me dessem nenhuma posição sobre o processo.
    Estou no aguardo, com paciência.
    Abraço.

  • CEGVCEGV 3766 PontosPosts: 2,888Moderator

    @FatimaMoutinho disse:
    Para acompanhar os processos e saber o número do assento é só mandar e-mail para
    civil.pdelgada@irn.mj.pt

    @FatimaMoutinho e @Relvis ,

    Existem explicações, nas páginas anteriores, sobre as questões relacionadas e à dificuldade em obter informação sobre transcrições de casamento. Sugiro a leitura das páginas e publicações anteriores.

    abraços,

  • SCFSCF 7 PontosPosts: 2Member

    Seguem dados da transcrição do meu casamento em PD para auxiliar no acompanhamento dos processos dos demais colegas:

    Saque do VP: 06/06/2019
    Conclusão do processo: 19/07/2019 (43 dias após saque do VP)

    Aproveitando, gostaria de sanar uma dúvida sobre um caso:

    Meus pais foram casados oficialmente por 12 anos (1995 a 2007) quando, em 2007, se separaram e meu pai (português por atribuição) veio à óbito em 2017. Nesse caso específico, há possibilidade de eu requerer a transcrição do casamento deles para posteriormente solicitar a nacionalidade para minha mãe por aquisição?

  • CEGVCEGV 3766 PontosPosts: 2,888Moderator

    @SCF, bem vindo(a) !

    @SCF disse:
    Seguem dados da transcrição do meu casamento em PD para auxiliar no acompanhamento dos processos dos demais colegas:

    Prazos de processos são calculados geralmente a partir do momento que o processo chega em Portugal, não a partir do saque do VP, que pode ser realizado bem depois da chegada do processo.

    Aproveitando, gostaria de sanar uma dúvida sobre um caso:
    Meus pais foram casados oficialmente por 12 anos (1995 a 2007) quando, em 2007, se separaram e meu pai (português por atribuição) veio à óbito em 2017. Nesse caso específico, há possibilidade de eu requerer a transcrição do casamento deles para posteriormente solicitar a nacionalidade para minha mãe por aquisição?

    Infelizmente, para sua mãe, não. A cidadania de cônjuge, a não ser se casados antes de 1981, só pode ser pedida enquanto o casamento existir (constância do matrimônio).

    No entanto a última revisão da Lei de Nacionalidade permite, com critérios específicos, a naturalização de ascendentes de primeiro grau. Importante ressaltar que esta lei ainda não foi regulamentada e, portanto, ainda não está em vigor. Importante acompanhar notícias sobre o assunto.

    abraços e aproveite nosso Portal,

  • SCFSCF 7 PontosPosts: 2Member

    @CEGV disse:
    @SCF, bem vindo(a) !

    @SCF disse:
    Seguem dados da transcrição do meu casamento em PD para auxiliar no acompanhamento dos processos dos demais colegas:

    Prazos de processos são calculados geralmente a partir do momento que o processo chega em Portugal, não a partir do saque do VP, que pode ser realizado bem depois da chegada do processo.

    Aproveitando, gostaria de sanar uma dúvida sobre um caso:
    Meus pais foram casados oficialmente por 12 anos (1995 a 2007) quando, em 2007, se separaram e meu pai (português por atribuição) veio à óbito em 2017. Nesse caso específico, há possibilidade de eu requerer a transcrição do casamento deles para posteriormente solicitar a nacionalidade para minha mãe por aquisição?

    Infelizmente, para sua mãe, não. A cidadania de cônjuge, a não ser se casados antes de 1981, só pode ser pedida enquanto o casamento existir (constância do matrimônio).

    No entanto a última revisão da Lei de Nacionalidade permite, com critérios específicos, a naturalização de ascendentes de primeiro grau. Importante ressaltar que esta lei ainda não foi regulamentada e, portanto, ainda não está em vigor. Importante acompanhar notícias sobre o assunto.

    abraços e aproveite nosso Portal,

    Agradeço pelos esclarecimentos GEGV!

  • pedrosimaopedrosimao 77 PontosPosts: 15Member

    Visto os novos prazos de transcrição em Ponta Delgada, vocês acham que ainda vale à pena mandar o pedido para lá? Ou seria melhor fazer por Porto ou Lisboa, por exemplo?

  • julianambjulianamb 123 PontosPosts: 58Member

    Boa tarde,

    Preenchi o Requerimento para transcrição e quando fui no cartório, o atendente colou o selo de autenticação da minha assinatura na parte de trás da folha, pois não tinha espaço na frente.
    Será que tem problema?? Para algumas coisas aqui no Brasil tem.. mas como utilizei esse formulário padrão que tem na internet.. fiquei na dúvida.. porque não vi ninguém perguntando isso..

    Abraços!

  • CEGVCEGV 3766 PontosPosts: 2,888Moderator

    @pedrosimao disse:
    Visto os novos prazos de transcrição em Ponta Delgada, vocês acham que ainda vale à pena mandar o pedido para lá? Ou seria melhor fazer por Porto ou Lisboa, por exemplo?

    Pedro, tem que checar as informações, caso disponíveis, sobre prazos nessas outras conservatórias. Tudo lá está complicado atualmente por conta das férias de verão.

    Se alguém estiver com muita urgência par emitir transcrições de casamentos e dispostos a gastar "um cadinho" mais no processo, por favor me procurem pelo link abaixo que tenho solução.

    https://portalcidadaniaportuguesa.com/forum/messages/add/CEGV

    Abraços,

  • CEGVCEGV 3766 PontosPosts: 2,888Moderator

    @julianamb disse:
    Boa tarde,

    Preenchi o Requerimento para transcrição e quando fui no cartório, o atendente colou o selo de autenticação da minha assinatura na parte de trás da folha, pois não tinha espaço na frente.
    Será que tem problema?? Para algumas coisas aqui no Brasil tem.. mas como utilizei esse formulário padrão que tem na internet.. fiquei na dúvida.. porque não vi ninguém perguntando isso..

    Oi Juliana,

    A rigor, não. A não ser que estejam procurando pelo em ovo. O normal em alguns cartórios é anexar e colar um pedaço extra de papel na folha assinada para dar espaço para colar o carimbo. Entretanto, se a assinatura tiver aquele carimbo do cartório, é provável que passe.

    abraços,

    julianamb
  • edueceleduecel 7 PontosPosts: 2Member

    @Relvis disse:
    Olá Pessoal, estava lendo as postagens do Fórum e li que tem um membro que está dando entrada na atribuição de nacionalidade enquanto está correndo o processo de transcrição de casamento dos pais, ou seja, eu também estou nessa situação, mas aguardando o término da transcrição, para posteriormente, dar entrada na minha atribuição.

    A minha pergunta aos amigos é:
    Eu enviei os documentos para dar entrada no Processo de transcrição em 07/05/2019 e chegou na conservatória de PD em 15/05/2019, mas ainda não obtive resposta, será que já posso em paralelo enviar meus documentos para dar entrada na minha Atribuição na ACP do Porto, ou existe grande probabilidade em cair em exigência?

    OBS. Eu fui registrado no Brasil em 1979, meu Pai é meu Declarante e minha mãe alterou o nome de solteira, e ambos são portugueses.

    Obrigado a todos.
    Forte abraço.

    Meu caso é igual ao seu, vc pode me informar o passo a passo pra iniciar o processo de transcrição de casamento e óbito?

  • CEGVCEGV 3766 PontosPosts: 2,888Moderator

    @eduecel disse:

    @Relvis disse:
    Olá Pessoal, estava lendo as postagens do Fórum e li que tem um membro que está dando entrada na atribuição de nacionalidade enquanto está correndo o processo de transcrição de casamento dos pais, ou seja, eu também estou nessa situação, mas aguardando o término da transcrição, para posteriormente, dar entrada na minha atribuição.

    Meu caso é igual ao seu, vc pode me informar o passo a passo pra iniciar o processo de transcrição de casamento e óbito?

    @eduecel , já disse em outras publicações que este método é muito desaconselhável para quem não conhece profundamente os procedimentos e prazos das conservatórias portuguesas. É um jogo muito perigoso, principalmente de perdas financeiras, para quem está do outro lado do Atlântico.

    O processo de cidadania, quando a transcrição é requerida e não foi feita, cai em exigência e o processo para, quando não é devolvido ou liminarmente indeferido. No caso da devolução do processo, os documentos e requerimento são devolvidos por carta simples e, naturalmente, passa a correr risco de ser extraviada no caminho de volta.

    Algumas pessoas acham que é uma forma inteligente de ganhar tempo e esse pode ser um grave equívoco. Os conservadores e oficiais do IRN podem perceber a "jogada inteligente" e simplesmente devolver o processo, indeferi-lo ou, pior, deixar o processo pendurado durante alguns meses.

    Um dos problemas é que ninguém para para pensar a quantidade absurda de tempo que os oficiais do IRN gastam escrevendo cartas de exigências para processos que foram recebidos de forma "capenga". São milhares de processos recebidos com falhas todos os meses (foi me dito por alguém do alto escalão do IRN). O tempo que gastam para cadastrar, analisar, escrever cartas com exigências, enviá-las, marcar o "processo" como pendente, acompanhar o retorno, receber os documentos de cumprimento das exigências, reanalisar tudo e dar prosseguimento para eles é terrível pois consideram um grande tempo perdido e que poderiam estar decidindo e finalizando outros processos, bem preparados. Alguns ficam bem chateados com estas práticas.

    Enfim, cada um faz como quer. A ideia do Portal e das nossas orientações é ensinar o correto e não "atalhos ruins". Existem os bons atalhos. Este, mencionado, não é um deles.

    abraços,

    julianamb
  • Claudia2019Claudia2019 73 PontosPosts: 18Member

    Olá pessoal, boa noite a todos. Enviei para Ponta Delgada a documentação para fazer a Transcrição do casamento do meu avô português. Minha dúvida é a respeito da finalização do processo. Eu recebo pelo correio algum documento novo do meu avô com a transcrição do casamento ou mesmo a devolução de algum que eu tenha enviado para o processo, como por exemplo a minha certidão de nascimento? Grata.

    CEGV
  • CEGVCEGV 3766 PontosPosts: 2,888Moderator

    @Claudia2019 disse:
    Olá pessoal, boa noite a todos. Enviei para Ponta Delgada a documentação para fazer a Transcrição do casamento do meu avô português. Minha dúvida é a respeito da finalização do processo. Eu recebo pelo correio algum documento novo do meu avô com a transcrição do casamento ou mesmo a devolução de algum que eu tenha enviado para o processo, como por exemplo a minha certidão de nascimento? Grata.

    Algumas vezes eles mandam, depois de finalizado, toda documentação de volta mas não existe um padrão certo. Sobre a conclusão, enviam carta, sim.

    abraços,

  • julianambjulianamb 123 PontosPosts: 58Member

    Boa tarde pessoal!

    Estava dando uma conferida no formulário de Transcrição de Casamento dos meus pais e me surgiram 3 duvidas:

    1 - Na certidão de nascimento e casamento do meu pai diz: "natural do Antigo Distrito Federal - RJ"
    O que coloco no campo "município" do formulário?
    Coloco "Município: Rio de Janeiro" ou coloco "Município: Antigo Distrito Federal"?
    (obs: eu coloquei Rio de Janeiro)

    2 - No formulário tem o campo: "Nome do(a) nubente adotado após o casamento:"
    Minha mãe não mudou de nome e manteve o nome de solteira. Eu repito o nome dela, ou deixo em branco, ou escrevo que mantiveram os nomes de solteiro???
    (obs: eu repeti o nome dela)

    3 - No selo de autenticação da minha assinatura deste formulário o endereço para consulta da autenticidade do selo está com um endereço que não funciona: www1.tjrj.jus.br/sitepublico e o certo deveria ser www3.tjrj.jus.br/sitepublico
    será que devo ir no cartório pedir para arrumarem isso?????

    Eu vi agora também que escreveram o nome da testemunha errado na certidão de casamento.. vou ter que ir lá ver se acertam isso.. e nem sei qual jeito vão dar.. pois já está autenticada e apostilada!

    Massss, se eu tiver que fazer alguma alteração que seja logo, antes de enviar né?!

    Abraços!!

    CEGV
  • CEGVCEGV 3766 PontosPosts: 2,888Moderator

    @julianamb disse:
    Boa tarde pessoal!

    Estava dando uma conferida no formulário de Transcrição de Casamento dos meus pais e me surgiram 3 duvidas:

    1 - Na certidão de nascimento e casamento do meu pai diz: "natural do Antigo Distrito Federal - RJ"
    O que coloco no campo "município" do formulário?
    Coloco "Município: Rio de Janeiro" ou coloco "Município: Antigo Distrito Federal"?
    (obs: eu coloquei Rio de Janeiro)

    Eu repetiria EXATAMENTE o que está escrito. No máximo colocaria, depois, entre parêntesis "(Atual Cidade do Rio de Janeiro)"

    2 - No formulário tem o campo: "Nome do(a) nubente adotado após o casamento:"
    Minha mãe não mudou de nome e manteve o nome de solteira. Eu repito o nome dela, ou deixo em branco, ou escrevo que mantiveram os nomes de solteiro???
    (obs: eu repeti o nome dela)

    ok

    3 - No selo de autenticação da minha assinatura deste formulário o endereço para consulta da autenticidade do selo está com um endereço que não funciona: www1.tjrj.jus.br/sitepublico e o certo deveria ser www3.tjrj.jus.br/sitepublico
    será que devo ir no cartório pedir para arrumarem isso?????

    desencane com isso...

    Eu vi agora também que escreveram o nome da testemunha errado na certidão de casamento.. vou ter que ir lá ver se acertam isso.. e nem sei qual jeito vão dar.. pois já está autenticada e apostilada!

    por isso que é melhor sempre revisar antes de apostilar. Nunca vi encrencarem com nome de testemunhas mas atualmente alguns analistas estão procurando pelo em ovo.

    Massss, se eu tiver que fazer alguma alteração que seja logo, antes de enviar né?!

    Sem dúvidas. Melhor antes do que depois, com exigência, gastando duas vezes para mandar algo para PRT.

  • julianambjulianamb 123 PontosPosts: 58Member

    Muito Obrigada @CEGV pelos esclarecimentos!
    A gente começa a ficar encanado com qualquer coisinha que vê! hahahaha

    Abraços!!

    CEGV
  • mabarrosmabarros 407 PontosPosts: 124Member

    Só pra avisar. Hoje pedi a certidão de casamento pra ver se tinha finalizado, e a mesma estava concluída. Documentos recebidos em PD dia 14/5, vale sacado dia 7/6 e processo finalizado dia 19/7. Abraços.

    CEGV
  • lbassullbassul 17 PontosPosts: 3Member

    Pessoal, estou cuidando do processo de atribuição(neto) para meu pai(87 anos). Seu avô era português e sua avó, brasileira, nascida em 21/11/1868. Casaram-se no Brasil em 15/12/1883, sendo que, seu avô faleceu em Portugal, na data de 16/6/1898 e foi declarante do nascimento de seu pai(brasileiro).

    No conjunto de documentos enviados para o processo de transcrição constam as certidões de batismo e óbito emitidas pelo Arquivo Distrital de Braga. No momento, o processo encontra-se em fase de pesquisas a órgãos externos(fase 3) e, como não fizemos a transcrição do casamento do meu bisavô, temo que venha a cair em exigência.

    Com muita dificuldade e após meses de pesquisas, consegui localizar os registros de batismo de minha bisavó e do seu casamento. Porém são registros nos livros da igreja Nossa Senhora da Glória-RJ. A Catedral Metropolitana do Rio de Janeiro, responsável pela guarda desses livros, deseja saber se vou querer as certidões por Inteiro Teor ou por cópia reprográfica.

    Em contato telefônico na Conservatória dos Registros Centrais, em Lisboa, me informaram que deveria enviar cópia reprográfica, o que me colocou em dúvida, já que a relação de documentos cita "Inteiro Teor".

    Pois bem, vou utilizar os serviços de Ponta Delgada e, resumindo, são estas as minhas dúvidas:

    -Meu bisavô nasceu e morreu em Portugal, foi casado com uma brasileira e declarante do nascimento de seus filhos brasileiros. É necessário fazer a transcrição do seu casamento para o processo de atribuição para netos?;
    -Sendo afirmativa a resposta anterior, considerando o ano do nascimento e casamento de minha bisavó, em 1868 e 1883, respectivamente, época em que não existia registro de nascimento, casamento e óbito em ofícios do Estado, serve o registro de batismo? Por cópia reprográfica ou inteiro teor?

    E, por fim, existe algo mais que deva fazer e que estou esquecendo?

    Desde já, agradeço a gentileza e disponibilidade do grupo.

  • lbassullbassul 17 PontosPosts: 3Member

    P.S. Pergunto se servem os registros da igreja (batismo e casamento).

  • CEGVCEGV 3766 PontosPosts: 2,888Moderator

    @Ibassul,

    É necessário fazer a transcrição do seu casamento para o processo de atribuição para netos?

    Sim

    -Sendo afirmativa a resposta anterior, considerando o ano do nascimento e casamento de minha bisavó, em 1868 e 1883, respectivamente, época em que não existia registro de nascimento, casamento e óbito em ofícios do Estado, serve o registro de batismo? Por cópia reprográfica ou inteiro teor?

    Ponta Delgada aceita certidões de casamento por Inteiro Teor (digitada). Registros reprográficos de nascimento civil e batismo normalmente são utilizados em processos de cidadania, não em Processos de transcrição de casamento. No entanto, se em bom estado, você SEMPRE poderá utilizar registros de inteiro teor reprográficos pois são mais respeitados do que os de inteiro teor digitados.

    abraços e ótima sorte

  • lbassullbassul 17 PontosPosts: 3Member

    Muitíssimo obrigado!

    CEGV
  • RelvisRelvis 57 PontosPosts: 21Member

    Pessoal, O meu Processo de transcrição foi finalizado e recebi a certidão do Registro mo dia 01/07/2019 e ele foi efetivado no dia 22/07/2019, tendo em vista que os meus documentos chegaram em PD no dia 15/05/2019, considero que o Processo transcorreu num prazo razoável e deu tudo certo.
    Nos documentos que eu enviei para Requerer a Transcrição do casamento dos meus pais foram:
    Cópia da Minha identidade autenticada, a cópia da certidão de nascimento dos meus pais, a Certidão de inteiro teor apostilada de casamento dos meus pais (ambos portugueses), o Vale Postal identificando o Recolhimento da Taxa de 120,00 Euros e a Folha de Requerimento com Reconhecimento de firma por autenticidade.
    Agora vamos partir para o Processo da minha Atribuição portuguesa.
    Abraços.

    CEGV
  • marcomarco 90 PontosPosts: 13Member

    Parabéns ! Relvis boa sorte

    CEGVRelvis
  • julianambjulianamb 123 PontosPosts: 58Member

    @mabarros disse:
    Só pra avisar. Hoje pedi a certidão de casamento pra ver se tinha finalizado, e a mesma estava concluída. Documentos recebidos em PD dia 14/5, vale sacado dia 7/6 e processo finalizado dia 19/7. Abraços.

    @mabarros , Como assim você pediu a certidão de casamento? Eles emitem uma certidão de casamento depois da transcrição?

    Estou enviando a transcrição de casamento dos meus pais para PD, mas ainda não consegui entender como vou saber se o processo de transcrição foi finalizado ou não..

    Abraços!

  • TeresaFariasTeresaFarias 189 PontosPosts: 93Member

    Sim é emitida uma certidão de casamento. A transcrição é para isso. É como se tivesse casado em Portugal. Gera uma certidão de casamento, do mesmo jeito q tem certidão de casamento no Brasil. Além disso fazem um.lancamento na certidão de nascimento dizendo q casou c fulano de tal conforme certidão de casamento tal

    julianamb
  • LarissaLarissa 12 PontosPosts: 3Member

    Olá.
    Estou prestes a enviar a documentação para a transcrição de casamento de meu avô.
    Mas percebi que na certidão de casamento dele, consta que ele é BRASILEIRO , natura de PORTUGAL.
    De imediato, pensei estar errado e até pedi para o pessoal do cartório verificar o erro. Mas como ele casou sem apresentar a certidão de nascimento e acredito eu que meu avô tenha pedido a nacionalidade brasileira, confesso que estou com medo de não conseguir pedir minha atribuição portuguesa.
    Gostaria de saber se alguém já passou por isso e o que fez?
    Deu certo o pedido de Atribuição?

  • LarissaLarissa 12 PontosPosts: 3Member

    Desculpe, continuando o meu comentário anterior, ainda estou montando o processo da minha mãe.

  • mabarrosmabarros 407 PontosPosts: 124Member

    @julianamb disse:

    @mabarros disse:
    Só pra avisar. Hoje pedi a certidão de casamento pra ver se tinha finalizado, e a mesma estava concluída. Documentos recebidos em PD dia 14/5, vale sacado dia 7/6 e processo finalizado dia 19/7. Abraços.

    @mabarros , Como assim você pediu a certidão de casamento? Eles emitem uma certidão de casamento depois da transcrição?

    Estou enviando a transcrição de casamento dos meus pais para PD, mas ainda não consegui entender como vou saber se o processo de transcrição foi finalizado ou não..

    Abraços!

    Sim. Após a transcrição é gerada uma certidão de casamento e um novo averbamento no assento de nascimento é feito. Você pode pedir as certidões no Civil Online. Eu fui acompanhando aqui e em outro fórum o andamento dos processos e fui vendo datas próximas da minha que estavam finalizadas e resolvi arriscar pedindo uma certidão. Se o processo ainda estivesse em andamento, eles responderiam dizendo que não havia transcrição para o Nubente em questão. Como recebi tudo, estava finalizado.

  • mabarrosmabarros 407 PontosPosts: 124Member

    @Larissa disse:
    Olá.
    Estou prestes a enviar a documentação para a transcrição de casamento de meu avô.
    Mas percebi que na certidão de casamento dele, consta que ele é BRASILEIRO , natura de PORTUGAL.
    De imediato, pensei estar errado e até pedi para o pessoal do cartório verificar o erro. Mas como ele casou sem apresentar a certidão de nascimento e acredito eu que meu avô tenha pedido a nacionalidade brasileira, confesso que estou com medo de não conseguir pedir minha atribuição portuguesa.
    Gostaria de saber se alguém já passou por isso e o que fez?
    Deu certo o pedido de Atribuição?

    Se ele não abdicou da nacionalidade portuguesa e você tem o assento de nascimento dele de Portugal, não há nada com o que se preocupar.

  • CEGVCEGV 3766 PontosPosts: 2,888Moderator
    editado agosto 13

    Oi @Larissa,

    @Larissa disse:
    Olá.
    Estou prestes a enviar a documentação para a transcrição de casamento de meu avô.
    Mas percebi que na certidão de casamento dele, consta que ele é BRASILEIRO , natura de PORTUGAL.
    De imediato, pensei estar errado e até pedi para o pessoal do cartório verificar o erro. Mas como ele casou sem apresentar a certidão de nascimento e acredito eu que meu avô tenha pedido a nacionalidade brasileira, confesso que estou com medo de não conseguir pedir minha atribuição portuguesa.

    Larissa, a primeira coisa é obter o Assento de nascimento português do seu avô. Lá é que você verificará se está tudo bonitinho ou se existe qualquer tipo de averbamento mencionando uma nacionalidade diferente ou até mesma a perda da nacionalidade. Antigamente quem obtinha uma outra nacionalidade perdia a portuguesa. No entanto era muito comum que isso não sabido pelo governo português e, consequentemente, a perda da nacionalidade não era averbada no assento de nascimento.

    Então, se não houver nada no assento dele, ótimo !

    Enfim, talvez exista mais nessa história do que você nos falou ou, no mínimo, mais do que você conseguiu ver até agora. Só tome decisões sábias para não prejudicar a nacionalidade dos descendentes do seu avô, inclusive você.

    se quiser e precisando de mais orientações, me procure
    abraços,

    julianamb
Entre ou Registre-se para fazer um comentário.